top of page

Novas regras para aumentar a eficiência de aparelhos de ar-condicionado


ar-condicionado

O Ministério de Minas e Energia anunciou que novas regras devem ser seguidas, em um futuro próximo, para aumentar a eficiência dos ares-condicionados. As novas determinações são para manter a mesma refrigeração gastando menos energia. Segundo o Ministério de Minas e Energia, atualmente, 17% das residências brasileiras têm ar-condicionado.


Essas mudanças vão começar a ser exigidas já no próximo mês e avançam progressivamente até 2027. A expectativa é que ao final do período de adaptação, em 2028, a eficiência dos ar-condicionados disponíveis no mercado aumente, em média, 40%.


As novas regras vão valer para fabricação, importação e comercialização de aparelhos, para os aparelhos janela e para o split. O objetivo é descartar do mercado os gastadores. Na prática, os fabricantes serão obrigados a adotar tecnologia mais moderna.


Um estudo da Universidade Federal do ABC concluiu que essas novidades vão representar uma economia nas contas de luz de R$ 12 bilhões até 2040, o suficiente para abastecer quase 2 milhões de residências por ano.


Outro benefício é para o meio ambiente. Com essa nova otimização, o sistema elétrico vai deixar de lançar na atmosfera 40 milhões de toneladas de gases de efeito estufa. O futuro é promissor e está muito próximo!


Kommentare


bottom of page